Fígado

Sabe como curar a ressaca?

Se você exagerou no consumo de bebidas alcoólicas e no dia seguinte acorda com dor de cabeça intensa, enjoo, tontura, fraqueza e muita sede, saiba: você está de ressaca!

A ressaca é uma manifestação de que seu corpo está debilitado.

“O álcool causa uma desidratação celular grave e esse é um dos fatores da cefaleia do dia seguinte, que muita gente atribui ao fígado, mas não é isso que ocorre com a maioria das pessoas”.

Embora o excesso de álcool possa provocar gastrites agudas e até hepatites alcoólicas, o fator mais importante da ressaca é a desidratação das células cerebrais. Também o excesso de álcool, especialmente em jejum, pode predispor você a ter uma hipoglicemia (queda do açúcar no sangue) que tende a piorar o mal estar com fraqueza, tonturas, enjoo.
Para “curar” a ressaca, separamos algumas dicas úteis e que podem ajudar:

Hidrate-se!

A melhor maneira de combater os sintomas da ressaca é bebendo muita água! Inclusive, é recomendado que se beba água mesmo enquanto está tomando álcool.

Faça refeições leves

Evite o jejum. Faça refeições leves e prefira alimentos que ajudem na reposição de líquido, como as frutas.
Carboidratos (pão, massas etc) e doces também podem ajudar no caso da diminuição de açúcar no sangue (hipoglicemia). Evite os alimentos gordurosos como embutidos, carnes vermelhas e as frituras. Eles são mais difíceis de digerir e podem facilitar vômitos e azia.

Descanso

A eliminação completa do álcool pelo organismo pode levar até 12 horas.
Esse tempo vai depender da quantidade de álcool ingerida, do peso, do sexo e do metabolismo de cada um.
Também é importante lembrar que o álcool em excesso, mesmo apenas aos sábados e domingos também faz mal.
Não beber nada alcoólico durante a semana e exceder aos finais de semana causa os mesmos dados ao corpo que aquele que bebe todos os dias.
Os remédios “protetores” do fígado (geralmente vendidos em flaconetes) não apresentam nenhum efeito comprovado para evitar a lesão hepática, não acredite na propaganda que fazem.

Portanto, neste Carnaval, divirta-se e seja moderado!

Fonte: http://alalao.blogfolha.uol.com.br/2016/02/02/de-outro-porre-ao-aspargo-medicos-e-boemios-dao-dicas-para-acabar-com-a-ressaca/